Tabela de classificação dos tornados

A classificação de tornados em F0, F1, F2, F3, F4 e F5 (veja abaixo) é feita ao se considerar os danos provocados durante sua atuação.

Os tornados tipo F5 são muito raros, mas podem ocorrer. No meio-oeste dos Estados Unidos há vários registros. No Brasil, só foram observados tornados até F3.

A região preferencial de ocorrência desses fenômenos na América do Sul é no norte da Argentina, Paraguai e nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. Os tornados se formam a partir de uma nuvem de tempestade denominada supercélula. Ela tem a característica de provocar fortes rajadas de vento, granizo e, às vezes, tornados. No interior dessa supercélula há correntes de ar subindo e descendo com muita turbulência associada.

O tornado se origina nessa região agitada no núcleo da supercélula e tem a forma de um pião. Depois de formado, ele pode se dissipar rapidamente ou agir por até meia hora, afastando-se da supercélula algumas dezenas de quilômetros e sempre rodando como um pião.

Nos Estados Unidos, de f ato, há equipes que perseguem tornados. E o filme Twister representou bem as atividades dessas pessoas. Em geral são estudantes, que, corajosos, conseguem coletar dados para pesquisas sobre esses violentos fenômenos atmosféricos. É comum confundir tornados com furacões. Mas há diferenças entre eles. Os tornados são pequenos, têm diâmetro de algumas centenas de metros, formam-se sobre os continentes, de preferência em latitudes médias, e se tornam visíveis devido à grande quantidade de poe ira, misturada com água, que levanta. Já os furacões são enormes – seu diâmetro pode chegar a 500 quilômetros, formam-se sobre as águas quentes dos oceanos tropicais e contêm nuvens no interior.

F0
Ventos com velocidade entre 65 km/h e 115 km/h. Podem causar danos leves, como prejuízos em chaminés, arrancar galhos e árvores ou destruir placas e cartazes.

F1
Ventos entre 115 km/h e 175 km/h. Danos moderados. Podem destelhar casas, tombar caminhões e desviar carros em movimento de estradas.

F2
Ventos com velocidade entre 175 km/h e 250 km/h. Danos consideráveis. Telhados inteiros são levantados, grandes árvores, arrancadas. Objetos viram mísseis.

F3
Entre 250 km/h e 330 km/h. Danos severos. Derrubam telhados e paredes. Descarrilam e tombam trens. Arrancam árvores e as erguem do chão e atiram longe carros pesados.

F4
Velocidades dos ventos entre 330 km/h e 415 km/h. Danos devastadores. Podem demolir casas. Carros e edifícios com fundações frágeis são atirados a distância.

F5
Velocidades entre 415 km/h e 510 km/h. Danos inacreditáveis. Arrancam e atiram longe casas. Carros vão parar a mais de 100 metros de distância.

Fonte da informação: http://galileu.globo.com/

© 2014 Àrea Fria | Desenvolvido por Virtuell Sites e Lojas Virtuais